IGREJA POMPEIA HISTÓRICO

Em 23 de agosto de 1925 ocorreu o lançamento e bênção da Pedra Fundamental, realizado por Dom José Maria Parreira Lara e Missa celebrada pelo Pe. Paschoal Cascese. Foi desmembrada das Paróquias do Imaculado Coração de Maria e de Santo Antonio do Embaré. A Paróquia foi criada por Decreto de 01 de outubro de 1926, por Dom José Maria Parreira Lara. A missa de dedicação da Igreja e do Altar foi presidida por Dom Jacyr Francisco Braido em 28/10/2006.

EDITORIAL

Mas onde vai afinal a Paróquia da Pompéia?

A Igreja de Nossa Senhora do Rosário de Pompéia procura viver e estruturar-se sempre tendo como imagem e realidade a Santíssima Trindade (povo de Deus e Comunhão). Como povo de Deus, peregrinos para a glória da Jerusalém celeste, cuja imagem e antecipação é a presença da Virgem Maria, a Padroeira de nossa paróquia, a Senhora do Rosário de Pompéia.

Vivemos nesse dom da salvação, mas a caminho entre já recebido e a promessa ainda não totalmente cumprida, como Igreja crescendo em direção à manifestação final do Reino de Deus, auxiliada na peregrinação temporal pela comunhão com a Igreja celeste. Procuraremos então continuar nessa comunhão eclesial, nascente do alto, do Pai, por Cristo, no Espírito Santo, e constituída na unidade e na diversidade dos dons e dos ministérios, das pastorais, das orações e celebrações realizadas na Liturgia, atualizando a cada dia o Mistério da Salvação de Deus para cada um de nós aqui presentes nessa paróquia.

A Paróquia da Pompéia então continua projetando-se continuamente para o alto, selopara a glória do  Senhor do céu e da terra. Somos todos, queridos irmãos e irmãs impulsionados a nos abrir para o futuro da promessa. E esse futuro garantido e auxiliado no tempo por Deus vai nos ajudando  no pensar e agir  como Igreja de Cristo. É Ele unicamente que sempre irá nos dando  a vida, o valor e     o sentido a cada passo do caminho. Queremos continuar como Igreja, a oferecer a esta cidade de Santos, pelas mãos da Senhora do Rosário  de Pompéia, o lugar do encontro entre a iniciativa de salvação de Deus e a fé de cada homem e mulher que aqui vêm, o lugar do encontro do Mistério Pascal de Cristo com cada um de nós, obedecendo sempre a Mestra do Amor e de Fé, que é Maria, continuamente a nos repetir:  «Fazei tudo aquilo que o Cristo vos disser!». Parabéns a todos os paroquianos!